9 de Janeiro de 2022

Análise de mercado

Como as taxas de juros mais altas afetarão os mercados financeiros globais?

Desde que a pandemia começou a interromper o fluxo de bens, os serviços e a economia em geral, grande parte da ajuda dos governos nacionais e legisladores veio na forma de flexibilização quantitativa e taxas de juros mais baixas.

No entanto, agora que a inflação está alcançando níveis críticos, subindo 7% na comparação ano a ano, o nível mais alto em quatro décadas, todos estão atentos às políticas do Fed, os inevitáveis aumentos das taxas de juros e a redução dos programas de compra de títulos. 

Por isso, hoje vamos analisar como os mercados financeiros devem reagir neste ano de política monetária mais restritiva e taxas de juros mais altas. 

Pares de moedas

No geral, os mercados de câmbio são os primeiros a responder a quaisquer mudanças na política fiscal ou monetária. De fato, a expectativa de aumento dos juros já alterou as taxas da maioria dos principais pares de moedas. Além disso, a possibilidade de vários aumentos nas taxas de juros em 2022 elevou o interesse pelo dólar. 

Em geral, taxas de juros mais altas levam a um aumento no valor da moeda, pois ela se torna mais atraente para investidores estrangeiros que buscam divisas de maior rendimento.

Mesmo com preocupações em relação à Ômicron e à inflação desenfreada, o dólar continua dominando. E o recente declínio no valor do Bitcoin tem sido visto por alguns analistas como uma resposta aos aumentos esperados das taxas de juros.

Se esse for realmente o caso, as oportunidades de queda podem impulsionar o mercado de criptomoedas quando o Fed anunciar oficialmente sua política. 

Mercado de ações

O mercado de ações teve um desempenho excelente em 2021 e, apesar da mudança esperada na política do Fed, os índices dos EUA estão batendo recordes.  

Analisando em uma perspectiva geral, a alta das taxas de juros representa uma queda nos preços das ações. Taxas de juros mais altas se traduzem em custos elevados de empréstimos, o que significa que haverá menos capital para investir no crescimento da empresa. 

Da mesma forma, o aumento nos juros também afeta os trabalhadores, especialmente aqueles que estão endividados ou hipotecados, pois precisam gastar mais capital em seus empréstimos. Um capital que, de outra forma, seria gasto no mercado de ações. Portanto, juros mais altos podem ter um efeito profundo no mercado de ações globalmente. 

No entanto, com a pandemia ainda afetando a recuperação econômica global, conter a inflação é crucial. Contanto que os aumentos das taxas de juros não surpreendam, o mercado, segundo os especialistas, deve se manter bastante estável e continuar sua tendência de alta. 

Ainda assim, não há uma estrutura determinada para prever a resposta dos mercados. Nestes tempos sem precedentes, podemos esperar maior volatilidade em meio à nova situação atual. 

Commodities

As commodities são outra classe de ativos altamente sensível ao desempenho do dólar. O mercado de ouro, como o de outros metais preciosos, é determinado pelas forças de oferta e demanda.

As taxas de juros não têm nenhum impacto direto no mercado de ouro, mas, como o ouro está negativamente correlacionado com o dólar, é seguro supor que também pode haver alguns ajustes nesse mercado. 

Além disso, correções históricas anteriores provaram que taxas de juros mais altas são baixistas para o mercado de ouro. Isso é validado pelos dados da primeira semana do ano. De fato, o preço do ouro já se moveu em direção à correção devido às notícias de altas iminentes. 

Ainda há certo ímpeto de alta conforme os investidores compram na queda, mas as previsões de longo prazo continuam indicando uma tendência de queda. 

Assim como o dólar provavelmente se beneficiará dos aumentos das taxas de juros, também podemos esperar novos choques no mercado de petróleo. Como os barris de petróleo são comprados e vendidos em dólares, quando o preço da moeda sobe, a cotação do petróleo para outros países também se eleva. 

Essa é uma grande mudança na dinâmica de oferta e demanda. Muitos países em desenvolvimento (com poucos fundos, mas grande consumo de petróleo) reforçam o controle nos orçamentos de petróleo. Eventualmente, isso pode levar a uma queda nos preços do carburante. 

Em resumo

O anúncio de alta de juros já começou a afetar os mercados financeiros globais e, embora o dólar possa se beneficiar de taxas de câmbio mais altas a seu favor, outros ativos devem começar a desacelerar.

O mercado de ações tem passado por alguns períodos saudáveis de volatilidade, e as commodities responderam com uma queda. Ostensivamente, pode-se esperar mais volatilidade no mercado de ações à medida que os índices começam a encolher. Uma reação semelhante é esperada para a maioria dos principais pares de moedas, além do dólar. 

Tudo isso em conjunto com o comportamento histórico desses ativos. No entanto, com a pandemia como pano de fundo, os investidores também devem estar preparados para diferentes acontecimentos. 

Artigos relacionados